Benvindo!

 



 

…Durante séculos, um povo forjou uma cultura, uma tradição, uma História, estórias e lendas, palavras e sons, identidade. As novas narrativas tomam novos rumos, que são feitos com os olhos no horizonte, mas esta identidade é um mapa onde esses caminhos se encontram delineados, para que o Povo não perca uma cultura, uma tradição, uma História, estórias e lendas, palavras e sons…

 

Música de um Povo, Música da Tradição, para que as memórias sejam sempre novas, e as heranças não se percam no opaco do esquecimento…

   

Navegando pelos mares da criatividade musical, mas não descurando um importante legado, cartas de navegação (auditiva, entenda-se), surge esta barca, cuja tripulação rema ao sabor da imaginação, mas sem perder o rumo que esse legado norteia. De Coimbra, navegamos ao sabor da música que ouvimos e que herdámos...

 

Este grupo surge da necessidade pessoal de cada um dos seus elementos de expandir os seus limites criativos e artísticos, tendo como base de trabalho e importante influência todo o universo auditivo que é a música tradicional portuguesa.

 

A nossa preocupação em introduzir novidades àquelas melodias que surgiam espontaneamente entre as gentes do nosso povo, oferece às nossas músicas um carácter de novidade, de fusão, mais ou menos ortodoxa, em que a identidade de uma música portuguesa abre as portas ao mundo. Não somos inovadores no nosso propósito, sabemos (Brigada Vitor Jara, Gaiteiros de Lisboa, At-tambur, Maio Moço, Ronda dos Quatro Caminhos, e todos os outros, não é?...), mas a reciclagem que fazemos tem o nosso cunho muito pessoal. Cada vez que soltamos as amarras da criatividade, não ignoramos o nosso legado, e sobre ele edificamos o nosso percurso.

 

 

 

A nossa estreia deu-se em Vila Verde, Figueira da Foz, em 10 de Maio de 2003, após seis meses de trabalho, num encontro de musica tradicional, organizado pelo grupo Terra Nostra, e com participação do grupo da casa e os veteranos Maio Moço. 2007 tornou-se o ano do reconhecimento, com a participação no concurso Eurofolk J 07 Málaga, representando Portugal, e trazendo na bagagem um terceiro prémio.

Além de algumas músicas em 3 colectâneas internacionais de música tradicional, com o nosso primeiro albúm, Mancha em Terras de Cor, editado em 2010, inauguramos uma série (longa, assim esperamos!) de trabalhos dedicados à reciclagem de música de tradição.

 


Boa navegação!



free hit counters
free hit counters

 English, Please!

 

Donations For Us

- Novas datas de concertos

 Saiba mais...    

    

myspace

blogfacebook

Gallery